Área do Cliente: Chamados | Portal de Boletos
Área do Corretor: Entrar

10/09/2018

Beato Antonio Frederico Ozanam

Uma das principais avenidas de Jundiaí homenageia um grande ser humano. E é importante fazer-lhe justiça, lembrando seus feitos, para que seja exemplo e inspiração para um mundo melhor.

Trata-se de Antonio Frederico (em francês Antoine Frederic) Ozanam, símbolo de caridade e amor ao próximo, reverenciado no mundo todo.
Ozanam nasceu no ano de 1813, no seio de uma família católica com ascendência judaica. Viveu em um período de muitas guerras e revoluções, e viu as péssimas condições de vida e trabalho nas fábricas e no campo em que eram submetidos os menos favorecidos.

Mudou-se para Paris, então cidade mais importante do mundo, onde estudou direito. Lá, o tamanho da miséria humana e as desigualdades causadas pela injustiça eram mais nítidos.

Sentiu que precisava fazer algo, não apenas reclamar ou conformar-se. Arregaçou as mangas e, com outras sete pessoas, fundou em 1833, com apenas vinte anos de idade, a Conferência da Caridade (que a partir de 1835 passaria a ser chamada Sociedade de São Vicente de Paulo), que tinha como objetivo aliviar o sofrimento das pessoas vulneráveis e fortalecer a fé de seus membros (chamados a partir de então de “vicentinos”) através de atos de caridade.

Foi um grande êxito. O trabalho desenvolvido por eles atingiu rapidamente muitos lugares e muitas pessoas necessitadas ao redor do mundo, fazendo a diferença entre a vida e a morte e tornando-se um símbolo do doar-se pelo semelhante que sofre.

Infelizmente, Antonio Frederico Ozanam não conseguiu contemplar a grandiosidade da obra que criou: morreu em 1853, aos quarenta anos. Mas esse era apenas o começo da trajetória vicentina.

Em 1872 chegaram os primeiros vicentinos no Brasil. Em Jundiaí surgiu a primeira reunião de voluntários (grupo de Conferência “Nossa Senhora do Desterro”) em 1897.

E foi esse grupo um dos responsáveis pela criação e manutenção de grandes instituições locais, como o Hospital de Caridade São Vicente de Paulo, a Cidade Vicentina, além de grandes instituições de ensino (o Colégio São Vicente de Paulo e a Escola Paroquial Francisco Telles), assim como a formação de tantas outras conferências, que até hoje levam conforto e ajuda a muitos necessitados.

Resultado da iniciativa de Ozanam (declarado beato pela Igreja Católica em 1997), a Sociedade de São Vicente de Paulo conta com cerca de 800 mil voluntários que auxiliam diariamente cerca de 30 milhões de pessoas no mundo todo.

E tudo isso começou com a indignação de um homem, que deu sua curta vida para ajudar. Para amar. Esse é o grande legado de Antonio Frederico Ozanam.

Pra você continuar lendo: