20/04/2016

A tecnologia para fazer a casa do futuro

Muito se falou, desde o final de 2014, sobre a tal da “internet das coisas”. Muitas projeções diziam que essa tecnologia seria responsável por uma enorme fatia do mercado já em 2016, e que cerca de 6,4 bilhões de equipamentos estarão sendo usados nesse ano.

Ao que parece, essas projeções estão se tornando realidade. Empresas de tecnologia já começaram a anunciar velhos conhecidos nossos como geladeirtecnologia-casa-capaas de uma nova forma: conectados à internet e capazes de transmitir informações úteis para aplicativos instalados em smartphones e tablets.

Um exemplo disso é um dos lançamentos da Samsung, a geladeira da linha de produtos Family Hub da empresa. Na feira CES 2016, que aconteceu em Las Vegas no início do ano, a Samsung mostrou ao mundo o produto, que possuí um monitor full HD de 21,5 polegadas, câmeras internas e conectividade com o app que pode ser instalado em smartphones Android e iOS.

A utilização desses recursos é vasta: é possível controlar a quantidade de alimentos na geladeira e há quanto tempo eles estão lá através de fotos que são tiradas a cada abrir e fechar da porta, que são diretamente enviadas para o aplicativo instalado no smartphone. Assim, mesmo que você já esteja no mercado, é possível verificar o que é necessário comprar. Outras funcionalidades são, por exemplo, a possibilidade de enviar recados (os famosos post its) do aplicativo para a geladeira, ouvir músicas e até parear o monitor com a exibição da televisão. O áudio pode tanto sair dos alto falantes presentes na geladeira quanto de outros, utilizando uma conexão bluetooth para transmitir os dados.

Todas essas novidades estarão disponíveis para o público norte americano no segundo trimestre de 2016. Quanto ao Brasil, ainda não há previsão de quando o produto chegará às lojas nem do preço de lançamento.

Sabendo da popularidade que as televisões smart tiveram no mundo inteiro, não é difícil imaginar que um dia todos os objetos de casa estarão conectados. O que isso vai mudar na nossa vida, entretanto, é complicado prever.

E você, o que acha de toda essa tecnologia dentro de casa? Conta pra gente nos comentários!

Pra você continuar lendo: