Rosangela

Já Pra Casa

Conheça os símbolos de Jundiaí

18/11/2015


Você conhece os símbolos que representam Jundiaí? Confira quais são eles, seus significados e histórias.

A Bandeira de Jundiaí foi criada por Diógenes Duarte Paes e usada a partir de 9 de maio de 1961. A faixa de cor azul representa o Rio Jundiaí, o vermelho, verde e o branco são referências aos imigrantes italianos e a data é da fundação e elevação à vila. O campo verde representa o “Mato Grosso de Jundiaí” e a viticultura da região. As referências à indústria aparecem na roda dentada e, por fim, o Baluarte, no canto esquerdo, representa a a “porta do sertão”.

O brasão de Jundiaí foi criado a partir de estudos do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo e representa a cidade como “porta do sertão”. Há nele as figuras de um bandeirante (à esquerda) e de um oficial de milícias (à direita).
A frase em latim “etiam per me Brasilia magna” significa “também por mim o Brasil é grande”. Os peixes que ocupam o rio são os jundiás e a exaltação da natureza pode ser encontrada na referência às matas e na imagem folclorizada do índio que se encontra em meio a ela. A roda dentada se refere ao processo de industrialização e as parreiras de uva e ramos de café à agricultura da cidade. Quanto às datas, indicam a fundação (1615) e a elevação à categoria de Vila (1655).

O nome Jundiaí tem origem tupi e vem da palavra “jundiá”, que significa “bagre” e “y” significa “rio”. Alguns estudiosos também consideram o termo “yundiaí” como “alagadiços de muita folhagem e galhos secos”. A cidade já teve seu nome grafado como Jundiahy.

A Estação Ferroviária de Jundiaí foi inaugurada após sete anos de obra, em 1867. Denominada de São Paulo Railway, ela ligava a cidade portuária de Santos a São Paulo e Jundiaí.
Foi também nessa época que o imigrantes começaram a chegar na cidade, graças a ferrovia, e fincar suas raízes.
Para preservar a memória das estradas de ferro paulistas, foi criado, em 1979, o Museu Ferroviário, localizado na Avenida União dos Ferroviários.

O Paulista Futebol Clube foi fundado em 17 de maio de 1909 por funcionários da Companhia Paulista de Estradas de Ferro. O clube dá continuidade ao Jundiahy Foot Ball Club, que existiu na cidade de Jundiaí, entre 1903 e 1908. Assim como a bandeira do estado de são Paulo, o Paulista F.C leva as cores vermelha, branca e preta.

O Museu Solar do Barão, um dos principais da cidade é datado de 1862. Ele pertenceu a Antônio de Queiróz Telles o “Barão de Jundiaí” e tem como técnica construtiva à taipa de pilão, rebocada, cobertura de telha canal, beiral com revestimento em madeira e piso todo assoalhado com tábuas largas em madeira de lei. Foi inaugurado como museu em 28 de março de 1965.


O Hino tem letra e a música de autoria da professora Haydée Dumangin Mojola. O hino foi reconhecido oficialmente pela lei 869 de 17 de novembro de 1960. A versão mais famosa e cantada é interpretada pelo Coral Schola Cantorum, acompanhado pela Banda São João Batista.

Qual outro símbolo de Jundiaí você conhece a história? Conta pra gente!

Leia Mais

SANTA ANGELA

Av. Professor Pedro Clarismundo Fornari, 2009
Bairro Engordadouro - Jundiaí / SP 13214-660

WHATSAPP CENTRAL DE VENDAS

11 97300-2300

PABX

11 3109-7000

CENTRAL DE RELACIONAMENTO

11 3109-7002

Fale conosco

Quer falar conosco? Digite a sua mensagem aqui! Não se esqueça de colocar o motivo do contato para agilizarmos o seu atendimento ;)

Por favor, valide o reCaptcha para prosseguir

Enviar