Área do Cliente: Chamados | Portal de Boletos
Área do Corretor: Entrar

06/09/2016

História dos bairros de Jundiaí – 2ª parte

Na primeira parte do nosso texto (veja aqui) abordamos um pouco a história de bairros da nossa querida terra da uva! Ficou curioso e quer saber mais? Veja abaixo!

 

Colônia

bairros

Vista da Avenida dos Imigrantes Italianos

Com o fim da escravidão no Brasil, foi necessário que os grandes fazendeiros de São Paulo encontrassem mão de obra livre: imigrantes europeus refugiados da guerra eram uma boa opção. Para abrigar essas famílias, o presidente da Província de São Paulo criou quatro núcleos coloniais e um deles é o “Barão de Jundiaí”, mais tarde chamado de Colônia. Quem frequenta o bairro ou mora lá sabe o forte laço que os moradores tem com seus antepassados italianos!

 

Engordadouro

bairros

O Parque do Engordadouro

Já o Engordadouro – segundo Seabra Inglês de Souza – abrigava um grande conglomerado indígena antes do início de processo de colonização da cidade. O bairro inicialmente era uma grande fazenda da família Scalla e mais tarde, foi loteado e vendido. Assim, com várias famílias à frente de seu pedaço de terra, nasceu um bairro delicioso!

 

Eloy Chaves

bairros

O Parque Botânico Eloy Chaves

O Eloy tem vida própria e é o nome do bairro é em homenagem ao “pai” da previdência social, Eloy de Miranda Chaves. Além de empresário, Eloy também teve carreira política como vereador. A habitação começou por volta da década de 70, a partir da fazenda que pertenceu a Eloy Chaves.

 

Ponte São João

bairros

O bairro Ponte São João no entardecer

Um dos bairros mais queridos e lembrados de Jundiaí teve seu início no século XIX, na época da imigração italiana. Por muito tempo, o bairro tinha poucas casas e as ruas iluminadas por lampiões, cenário bem diferente do atual com comércios e indústrias. O desenvolvimento do bairro é creditado a construção do Viaduto São João. Conta a história oral que antigamente a ponte do bairro era feita de madeira e a criançada se divertia no Rio Jundiaí! Que maravilha!

Pra você continuar lendo: